Gestão de Riscos

As políticas de Controles Internos e Gestão de Riscos do Banese estão substanciadas nas recomendações do Acordo de Basileia, Resoluções do Conselho Monetário Nacional – CMN e Banco Central do Brasil, e nos demais normativos que tratam dos controles internos e gestão corporativa de riscos. As medidas prudenciais recomendadas, visando à aderência na execução das atividades às normas internas e a mitigação dos riscos, são adotadas com base na elaboração e divulgação de veículos de comunicação específicos para todas as unidades do Banco.

Os riscos de mercado, crédito, liquidez, operacional, socioambiental e gestão de capital inerentes às atividades da instituição são gerenciados de forma corporativa pelas áreas de Controles Internos e Gestão de Capital e Riscos em conjunto com as áreas de incidências, de acordo com determinações das políticas e normativos internos específicos. Da revisão sistematizada dos controles internos e do monitoramento contínuo dos riscos, com metodologias próprias ou regulamentadas pelo Banco Central do Brasil, são extraídas as informações que determinam a implementação de planos de ação e medidas corretivas visando a eficiência dos controles mitigadores, bem como a quantificação de alocação de capital prudencial para possíveis ocorrências de perdas.

Os resultados dessas análises e as ações de correção recomendadas são submetidas à aprovação do Conselho de Administração do Banco através de relatórios periódicos.

Estrutura de Gerenciamento de Riscos Corporativos
Comitê de Gerenciamento de Capital e Riscos – COGER
Comitê de Ética e Conformidade – COMEC
Comitê de Resposta a Incidentes – CORIN
Controles Internos e Gestão de Capital e Riscos
Gerenciamento de Riscos
Riscos Operacionais
Controles Internos e Compliance
Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro
Risco de Mercado
Risco de Liquidez
Risco de Crédito
Gerenciamento de Capital
Risco Socioambiental
Risco de Imagem/Reputação
Segurança da Informação e Continuidade de Negócios